As profissões em alta no Brasil em 2020

Cargos estão ligados aos setores de tecnologia da informação e internet, com o gestor de redes sociais ocupando a primeira posição do ranking.

Enquanto alguns estudos alertam para as profissões que podem desaparecer com o avanço da tecnologia, outras tornam-se destaque no mercado de trabalho a cada ano. As profissões do futuro são cada vez mais objeto de curiosidade de jovens, mas também de adultos que desejam recomeçar a vida em outro emprego. Escolher ou trocar de área é um dos desafios mais difíceis. Porém, torna-se um pouco mais fácil ao conhecer as profissões que o mercado oferece.

Para estar alinhado às necessidades do mercado, é fundamental conhecer as demandas das principais empresas e recrutadores. Para tal, é preciso preencher os requisitos para os cargos em alta, como a formação específica, a integração às tendências em tecnologias, as habilidades técnicas e as competências comportamentais, conhecidas como soft skills.

Os executivos com conhecimento em inovação estarão na mira das empresas. Nos anos anteriores, havia uma forte demanda por profissionais que pudessem desempenhar funções com foco em redução de custos. Agora, a procura será diferente, pautada pela mentalidade de crescimento e pela experiência do consumidor.

O LinkedIn divulgou, recentemente, um levantamento apontando as profissões cuja demanda deve crescer em 2020. O estudo foi realizado a partir de informações da companhia, incluindo as habilidades mais requisitadas e os setores que mais contratam em cada área.

O levantamento mostra que as profissões ligadas aos setores de tecnologia da informação e internet estão em evidência. Dentre as profissões, estão a de engenheiro de cibersegurança e cientista de dados, cada vez mais requisitados pelos setores financeiro e bancário com o surgimento de novas fintechs e bancos digitais.

O cenário do mercado de trabalho não pode ser estabelecido em um futuro próximo mas, o que podemos apontar com alguma certeza é que flexibilidade, criatividade e capacidade de adaptação serão indispensáveis. A grande sacada dos próximos anos é pensar em carreiras que envolvam criatividade e relacionamento. Isso porque são funções que a inteligência artificial não consegue reproduzir com precisão.

Confira abaixo as principais informações das áreas em destaque:

1. Gestor de mídias sociais

O Gestor de mídias sociais aparece como a profissão com maior destaque para esse ano. O profissional é encarregado de liderar a equipe de social media da empresa. Entre as responsabilidades, estão planejar a estratégia de conteúdos, monitorar o acesso e interação dos usuários com a companhia, além de avaliar dados importantes que são coletados nas redes sociais.

Nunca se deve afastar o lado humano da estratégia. Mesmo no ambiente online, as pessoas ainda querem carinho e atenção, por isso contatos e clientes devem ser tratados como pessoas e não somente como acessos.

2. Engenheiro de cibersegurança

A segurança cibernética é um fator crítico para o sucesso de qualquer negócio digital, já que ataques hacker podem causar bilhões em prejuízos em pouquíssimo tempo. A função de um engenheiro de cibersegurança é criar mecanismos e sistemas que garantam a segurança dos dados da empresa.

3. Especialistas em Experiência de Usuário/Cliente

Existem algumas variações para esse profissional no mercado, como Customer Success, na tradução literal, Sucesso do Cliente. Trata-se de uma área da empresa dedicada a ter certeza de que a solução que oferece está trazendo os resultados que o cliente esperava em seu negócio.

Apesar de ser uma área relativamente nova no mercado, o profissional de Customer Success já é uma realidade e os hábitos de consumo têm pedido, direta ou indiretamente, um profissional como esse. Já é comum encontrar esses profissionais em empresas de e-commerces e outras plataformas.

4. Creators

Esses profissionais já estão em alta e prometem ficar nos próximos anos. Também conhecidos como Digital Influencers ou Influenciadores Digitais, seu trabalho é produzir conteúdo para a internet, promover vendas de produtos e serviços, e entreter nas redes sociais.

5. Gestor de comunidade

Também chamado de Community Manager, esse profissional é responsável pela gestão de uma determinada comunidade de pessoas que se relaciona diretamente com a empresa. É sua função fazer com que as pessoas que pertencem ao grupo se conectem entre si, alcancem seus objetivos e se sintam partes significativas do todo, e não apenas mais um número.

Além disso, o CM faz o gerenciamento da imagem que a empresa tem com a sua comunidade, cuidando das interações com cada membro para que elas projetem os valores adotados pela marca. Alguns negócios já possuem profissionais focados nessa função, que irá se expandir nos próximos anos.

6. Desenvolvedor de dispositivos “wearables”

Na tradução livre, “wearable” quer dizer “vestível”. São óculos, lentes, relógios e outros equipamentos que tenham algum tipo de tecnologia que facilite a vida das pessoas. Os profissionais capazes de desenvolver esses dispositivos estarão entre os mais procurados nos próximos anos.

As tecnologias vestíveis poderão ser integradas ao mundo corporativo, com empresas utilizando gadgets para trabalhos em campo, melhoria de processos e aumento da qualidade de seus serviços. Nesse sentido, os wearables criarão novas formas de comunicação, aplicativos mais poderosos e serviços comerciais mais digitais e inovadores.

7. Gestor de inovação

O papel da gestão de inovação nas empresas é tornar o ambiente de negócios propício para a concepção de ideias inovadoras, seu desenvolvimento e materialização, assim como para a sua oferta ao mercado, na forma de um produto, processo, serviço, modelo de negócio ou tecnologia.

O papel da gestão de inovação nas empresas tem caráter estratégico, pois se vincula às questões de sustentabilidade do negócio. Portanto, a alta direção das empresas precisa estar diretamente envolvida nas rotinas de inovação.

8. Especialista em e-commerce

O especialista em e-commerce planeja e elabora estratégias em plataformas de comércio eletrônico, desenvolve campanhas, acompanha usabilidade e experiência do usuário. Identifica oportunidades para aumento de visitas e vendas, analisa concorrentes, implanta plano de ação e tomada de decisão para o desenvolvimento do negócio.

O e-commerce já é um modelo de negócio trivial na vida das pessoas. Porém, com tantas lojas virtuais concorrendo na internet, será preciso se destacar cada vez mais para atrair clientes. Por isso, o profissional especialista em e-commerce ainda tem um tempo longo de vida garantido.

9. Especialista em energias renováveis ou energias alternativas

Não é de hoje que a preocupação com o ambiente é crescente. A tendência é que seja cada vez mais necessário pensar em recursos alternativos que não gerem impacto no meio ambiente. O especialista em energias renováveis planeja, opera e faz a manutenção de sistemas que envolvem energias renováveis, como eólica, solar, de biomassa, hidráulica, entre outras, conforme as normas técnicas e de segurança e visando a redução dos impactos ambientais. Esse profissional pode trabalhar em empresas de geração e de transmissão de energia, concessionárias de energia, cooperativas de eletrificação e órgãos reguladores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s