Aluna brasileira conquista ouro em Olimpíada de Matemática na China

Além da medalha de ouro, a equipe brasileira trouxe na bagagem três pratas, sete bronzes e sete menções honrosas

A estudante Adrieny Monteiro dos Santos Teixeira ganhou medalha de ouro na World Mathematics Team Championship (WMTC ), a principal olimpíada de Matemática do mundo, cuja edição deste ano foi realizada na China. Aos 15 anos, ela é a primeira mulher a ganhar uma medalha de ouro nessa competição. A adolescente é estudante do 9º ano do ensino fundamental do Colégio Pedro II, no Centro do Rio de Janeiro.

Moradora de Vicente de Carvalho, na Zona Norte da cidade, Adrieny começou a estudar no colégio federal há quatro anos. Todos os dias, ela acorda às 4h para poder chegar ao colégio às 7h.  A estudante embarcou para a disputa na China na companhia de outros 17 alunos do Pedro II. O convite para participar da disputa chegou após o grupo ser premiado com ouro na Olimpíada de Matemática Sem Fronteiras, realizada no Brasil.

A competição foi realizada na capital chinesa, Pequim, entre os dias 21 e 25 de novembro, com provas individuais, de revezamento e em grupo. Os estudantes tiveram até 40 minutos para resolver os problemas matemáticos de diferentes graus de dificuldade. Além disso, era preciso saber inglês ou chinês, já que as questões estavam nestes idiomas. Adrieny contou que a prova exigiu tanto conhecimento em matemática quanto na língua estrangeira.

Por ter completado 15 anos há apenas dois meses, Adrieny teve que competir junto com estudantes do ensino médio, já que a competição dividia os competidores por idade, e não por série escolar. Além de Adrieny, todos os 18 alunos das unidades Centro e São Cristóvão que participaram foram premiados. A equipe brasileira retornou com uma medalha de ouro, três pratas, sete bronzes e sete menções honrosas.

Ir à China não foi uma tarefa fácil. Sem verbas ou patrocínios, os estudantes precisaram correr atrás do dinheiro para viajarem. Durante a campanha para arrecadar o dinheiro necessário, os jovens venderam palhas italianas, brigadeiros e bolos, sempre na companhia dos pais. Além disso, criaram uma vaquinha virtual que arrecadou R$14.845. Os estudantes também receberam como doação uma camisa assinada pelo treinador e ex-jogador de vôlei Bernardinho, com a qual fizeram uma rifa. Outra forma de conseguir o dinheiro foi dar aulas particulares de matemática a colegas de classe. O Colégio Pedro II também conseguiu verba para a viagem com o Ministério da Educação.

A competição contou com 1.100 atletas do Brasil, China, Austrália, Filipinas, Malásia e Bulgária, sendo 164 brasileiros de 11 estados, acompanhados de 60 professores.

Desenvolva suas habilidades em Matemática

As aulas do método Super Cérebro desenvolvem e estimulam competências como memória, concentração, raciocínio lógico e cálculo mental, fazendo com que o aluno crie novas conexões neurais.

Saiba mais sobre o método que já está fazendo a diferença na vida de alunos em todo o Brasil. Agende uma aula experimental gratuita do Super Cérebro. Acesse! www.supercerebro.com.br

Fonte imagem: Reprodução/acervo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s