Conheça mais sobre o TDAH

Saiba como pais, professores e cuidadores podem ajudar crianças com este transtorno

“Esse menino não para! Parece que tem o bicho carpinteiro”. Quem nunca ouviu uma expressão assim para se referir a uma criança? As crianças têm mesmo muita energia e aprendem explorando, brincando e vivenciando. Mas, em alguns casos – aproximadamente 5% da população – o excesso de atividade pode significar um transtorno neurocomportamental.

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um distúrbio que pode levar os indivíduos a distração, falta de concentração, hiperatividade, impulsividade, inquietação e consequente indisciplina. O TDAH é inato, ou seja, as crianças já nascem com o transtorno, porém muitas recebem o diagnóstico apenas na idade adulta.

O TDAH não é uma doença nova, já que a primeira descrição publicada em revista científica foi realizada em 1902, pelo pediatra George Steel. Tem-se a impressão de que o número de diagnósticos de TDAH vêm crescendo com o tempo. No entanto, o aumento de casos está associado a uma maior difusão do conhecimento na sociedade atual, e não por se tratar de um distúrbio “da moda”.

Vale lembrar que a manifestação de apenas um dos sintomas do TDAH, isoladamente ou de forma pontual, não caracteriza o distúrbio. Esta doença deve ser detectada por médico especialista, que vai realizar diagnóstico clínico: com base nas queixas e histórico do paciente. Além disso, os sintomas precisam se manifestar em pelo menos dois ambientes distintos, e por mais de seis meses.

Como lidar com o TDAH?

Crianças com TDAH podem apresentar baixo rendimento escolar além de maior resistência ao cumprimento de regras. Por causa da dificuldade em manter o foco, também não conseguem levar projetos até o fim e custam a manter a organização. Os pais e professores têm papel fundamental no apoio da caminhada escolar: devem estimular os avanços, elogiar as conquistas, ter criatividade na hora de explicar regras – que devem ser curtas, claras e diretas.

A ginástica do cérebro pode ajudar na concentração

Além das terapias e do tratamento indicado pelos profissionais de referência, a prática da ginástica cerebral pode contribuir muito para crianças com TDAH, já que o exercício aumenta a capacidade de concentração e foco. De forma lúdica, os alunos são levados a superar desafios e realizar atividades diferenciadas que trazem benefícios surpreendentes.  

Onde praticar

Quer saber mais sobre os exercícios para a mente? Conheça o método Super Cérebro, criado com o conceito de academia para o cérebro. As aulas são baseadas em dois recursos pedagógicos: o Soroban, ábaco japonês; e jogos de tabuleiro importados. O Super Cérebro é a academia do cérebro, que treina e fortalece a cognição, além de trazer desenvolvimento socioemocional. Clique aqui e conheça a unidade mais próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s